07/05/2021

MELANCIA/CEPEA: Demanda segue baixa e cotações diminuem na roça e no atacado

Apesar disso, valores continuam remuneradores

Por Lucas de Mora Bezerra e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Demanda segue baixa e cotações diminuem na roça e no atacadoVer fotos

Piracicaba, 07 - Ao longo desta semana (03 a 07/05), as cotações da melancia se reduziram, tanto nas praças produtoras quanto no atacado. Segundo agentes consultados pelo Hortifruti/Cepea, em São Paulo, onde safrinha está praticamente finalizada, as graúdas (>12 kg) foram comercializadas em média a R$ 1,00/kg, recuo de 8% em comparação com a semana anterior. Em Uruana (GO), onde colaboradores relatam aumento no ritmo das atividades, a de mesmo calibre chegou a R$ 1,07/kg, queda de 5,2% na mesma comparação.

Já na Ceagesp, houve variação negativa de 1,1% nesta semana, com a fruta graúda sendo negociada à média de R$ 1,88/kg. Vale ressaltar que a demanda por melancia continua fraca, podendo ser agravada nos próximos dias em virtude da queda das temperaturas. Segundo a Climatempo, as máximas em São Paulo (SP) não devem ultrapassar os 21°C no sábado e no domingo (08 e 09/05).

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Ceagesp, clima, colheita, cotação, demanda, GO, goiás, melancia, oferta, preço, São Paulo, temperatura, Uruana

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui