26/11/2021

MELANCIA/CEPEA: Com oferta restrita, cotações voltam a se elevar na roça

Baixo volume é agravado por dificuldades nos carregamentos na BA

Por Lucas de Mora Bezerra e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Com oferta restrita, cotações voltam a se elevar na roçaVer fotos

Piracicaba, 26 - Após a queda nos preços na semana passada, os preços da melancia voltaram a se elevar nas roças nesta semana (22 a 26/11). Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, a baixa oferta nas regiões produtoras, agravada pela dificuldade nos carregamentos devido às chuvas em Teixeira de Freitas (BA), foi o principal fator para a alta.

Na praça baiana, a graúda foi comercializada, em média, a R$ 0,98/kg, leve alta 0,7% em comparação com a semana anterior. Em SP, a oferta de melancia também diminuiu, frente ao término da safra principal em Marília/Oscar Bressane, e a graúda registrou avanço de 5,3% nas cotações, fechando a R$ 1,14/kg.

Já no atacado, a demanda restrita não permitiu que a alta verificada nas regiões produtoras fosse repassada. Assim, na Ceagesp, a melancia graúda foi vendida por R$ 1,90/kg, recuo de 5% frente à semana passada.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: BA, bahia, carregamento, chuva, cotação, demanda, marilia, melancia, oferta, oscar bressane, preço, produtividade, qualidade, teixeira de freitas

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui