10/01/2020

MELANCIA/CEPEA: Após festas de final de ano, preços caem

Desvalorização em Itápolis é de quase 25% na semana

Por João Pedro Motta de Paiva e Fernanda Geraldini Palmieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MELANCIA/CEPEA: Após festas de final de ano, preços caemVer fotos

Piracicaba, 10 - As festividades de Natal e Ano Novo são, usualmente, mais movimentadas para o mercado de melancia. Contudo, nestas últimas, foi registrado queda nos preços e fraca procura pela fruta. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, os altos preços da semana do dia 20/12 (pré-Natal) fizeram com que compradores adiantassem os pedidos para o Natal, temendo novos aumentos – o que gerou acúmulos. Ademais, as chuvas em São Paulo (SP) também têm impactado nas vendas (108,8 mm de 01/01 a 08/01, segundo o Inmet).

Nesta semana (06 a 10/01), a melancia seguiu desvalorizada. Embora o volume tenha sido reduzido, agentes apontam fraca demanda, além de problemas de qualidade nas melancias do RS (queimadas pelo sol) e nas remanescentes de SP (ocas). O preço da graúda (>12 kg) foi de R$ 0,52/kg em Teixeira de Freitas (BA), valor 12,5% inferior ao da semana anterior. No Rio Grande do Sul, a de mesmo calibre foi cotada a R$ 0,46/kg, queda de 13,3%. Já em Itápolis (SP), a fruta teve média de R$ 0,47/kg (-24,6%).

Para a próxima semana (13 a 17/01), espera-se menor volume ofertado – devido ao breve intervalo na Bahia, antes do início da 2° parte da temporada, e ao encerramento da safra principal paulista – podendo aliviar a pressão sobre as cotações.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: bahia, chuva, cotação, demanda, itápolis, melancia, natal, oferta, preço, qualidade, Rio Grande do Sul, teixeira de freitas

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui