14/11/2019

MANGA/CEPEA: Baixa oferta no semiárido ameniza impacto da safra paulista

Preços caem, mas com pouca intensidade

Por Laís Marcomini, Felipe Spessotto e Fernanda Geraldini Palmieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MANGA/CEPEA: Baixa oferta no semiárido ameniza impacto da safra paulistaVer fotos

Piracicaba, 14 - A disponibilidade de mangas diminuiu nesta semana nas regiões produtoras do semiárido. Nas praças nordestinas, a menor quantidade foi benéfica para manter os preços em bons patamares – sem que produtores sentissem muito a entrada de SP. Para a maioria dos produtores de Livramento de Nossa Senhora (BA) e do Vale do São Francisco (PE/BA), a praça paulista não derrubou com força as cotações, uma vez que o bom escoamento para municípios próximos poderia tornar os preços mais remuneradores.

Nesta semana (11 a 14/11), a palmer ficou na média de R$ 1,10/kg e a tommy, de R$ 0,84/kg no Vale. No Norte de MG, as vendas estão um pouco mais paradas, porém mangicultores não relataram dificuldade para entrar nos mercados de São Paulo. A grande maioria está terminando a colheita de 2019 e segue concentrada nos preparativos para a safra 2020.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cotação, demanda, livramento de nossa senhora, manga, norte de minas gerais, oferta, palmer, preço, São Paulo, tommy, vale do são francisco

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui