17/06/2019

MAMÃO/CEPEA: Volume exportado aumenta na parcial de 2019

Receita, por outro lado, recua no período

Por Gabriel C. Barbosa e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAMÃO/CEPEA: Volume exportado aumenta na parcial de 2019Ver fotos

Piracicaba, 17 – Apesar da menor oferta doméstica, exportadores de mamão conseguiram assegurar bons embarques internacionais na parcial deste ano (janeiro a maio). De acordo com a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), a quantidade exportada no período foi de 19,5 mil toneladas, volume 7% superior ao registrado em 2018. Em contrapartida, a renda não ultrapassou os valores arrecadados no ano passado, chegando a apenas US$ 21,4 milhões, queda de 3% na mesma comparação.

Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, este recuo da receita está relacionado à maior participação do formosa nos envios – como essa variedade é mais produtiva, apresenta menores custos e, consequentemente, preços mais baixos. Outro fator que pode ter influenciado nos menores valores registrados neste ano é a maior concorrência entre as empresas, já que houve entrada de novos produtores/exportadores, principalmente no Norte de Minas Gerais e no Oeste da Bahia.

Para os próximos três meses, espera-se que o volume de mamão brasileiro exportado se reduza levemente, ora pelas baixas temperaturas nas roças (que devem atrasar a maturação), ora pela maior oferta de frutas na Europa – visto que a colheita aumenta durante a primavera/verão no hemisfério Norte, deixando estes produtos com preços mais competitivos no mercado.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, envios de mamão, exportações de mamão, mamão, mercado internacional, oferta de mamão no BR, produção de mamão

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui