21/02/2020

MAMÃO/CEPEA: Havaí se valoriza na roça

Altas no Sul da BA e Norte de MG são mais intensas

Por João Victor Pereira e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAMÃO/CEPEA: Havaí se valoriza na roçaVer fotos

Piracicaba, 21 – Nesta semana (17 a 21/02), o mamão havaí voltou a ter maiores preços – com mais intensidade no Sul da Bahia e Norte do Espírito Santo. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, o volume ofertado se reduziu nestas regiões no período, mas a comercialização ainda não foi muito expressiva, devido à aproximação das festividades de carnaval, que "brecaram" uma maior elevação nas cotações da variedade.

De acordo com mamocultores capixabas e sul baianos, as altas temperaturas e a incidência de chuvas aceleraram a maturação das frutas nas semanas anteriores, "limpando" as roças velhas para esta semana. Há algumas lavouras novas nas regiões citadas, mas a limpeza das antigas foi ainda maior. Assim, o havaí tipo 12-18 foi comercializado por R$ 0,75/kg no Norte do Espírito Santo, elevação de 80% em relação à última semana.

Já no Sul da Bahia, o aumento foi de 82%, encerrando a R$ 0,73/kg. Para a próxima semana, produtores acreditam que as cotações do mamão havaí devem subir mais, já que o volume deve continuar diminuindo.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, clima, comercialização de mamão, mamão, oferta de mamão, preços de mamão havaí, produção de mamão

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui