13/09/2019

MAMÃO/CEPEA: Formosa se desvaloriza, mas em menor intensidade que o havaí

Produtores relatam que o consumo ainda está enfraquecido

Por Gabriel C. Barbosa, João Victor Pereira e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAMÃO/CEPEA: Formosa se desvaloriza, mas em menor intensidade que o havaíVer fotos

Piracicaba, 13 - Diferentemente da variedade havaí, o mamão formosa ainda não registrou grande aumento de oferta nas regiões produtoras. Este cenário possibilitou uma menor queda nas cotações desta variedade nesta semana (09 a 13/09). Assim, o formosa foi comercializado na média de R$ 1,40/kg no Oeste da Bahia, registrando baixa de 3% em relação à semana passada, e por R$ 1,16/kg no Norte de Minas Gerais, com desvalorização de 21% na mesma comparação.

Produtores dessas regiões relataram, ainda, que o consumo está enfraquecido, o que não tem favorecido os preços. Além disso, a qualidade do formosa tem sido bastante afetada pela amplitude térmica nas lavouras nestas regiões, resultando na maior incidência de manchas fisiológicas. Para as próximas semanas, mamocultores esperam que a oferta de formosa continue aumentando gradativamente e que os baixos preços do havaí pressionem as cotações da variedade.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: aumento de oferta, Cepea, HF Brasil, mamão formosa, mamão havaí, norte de minas gerais, oeste da bahia, preço de mamão, qualidade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui