31/10/2018

MAMÃO/CEPEA: Exportações são recorde em receita na parcial de 2018

Em contrapartida, volume pouco se altera frente aos embarques de 2017

Por Gabriel C. Barbosa e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAMÃO/CEPEA: Exportações são recorde em receita na parcial de 2018Ver fotos

Piracicaba, 31 – Na parcial de 2018 (janeiro a setembro), as exportações de mamão bateram recorde em receita, segundo a Secex (Secretaria de Comércio Exterior). Assim, a renda de US$ 40 milhões superou em 19% os registros do mesmo período do ano passado e em 14% os resultados recordes de 2014 – confirmando a valorização da fruta brasileira.

Contudo, o volume comercializado de mamão ainda está levemente abaixo dos bons resultados de 2017 – considerando o mesmo intervalo, foram embarcadas apenas 31,8 mil toneladas da fruta. De acordo com colaboradores do Hortifruti/Cepea, o ocorrido pode ter sido influenciado pela greve dos caminhoneiros, em maio, que restringiu fortemente o carregamento de frutas para o exterior no período.

Para novembro, produtores acreditam que a menor oferta de mamão pode limitar os envios. Além disso, as chuvas que ocorreram na segunda quinzena de outubro, no Norte do Espírito Santo e no Sul da Bahia, podem aumentar a incidência de doenças fúngicas para aqueles que não realizaram tratos culturais necessários – cenário que também pode impactar nas exportações.

Fonte: hfbrasil.org.br e Secex

Tags: Cepea, exportações de mamão, Hortifruti Brasil, mamão, mercado internacional, perspectivas, recorde de envios para o mamão, secex

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui