27/11/2020

MAMÃO/CEPEA: Dentro da BA, qualidade se difere nas regiões Sul e Oeste

Fruta se valoriza diante da constante redução da oferta

Por Wharlhey de Cássia Nunes e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAMÃO/CEPEA: Dentro da BA, qualidade se difere nas regiões Sul e OesteVer fotos

Piracicaba, 27 - Com a constante redução da oferta, ambas as variedades de mamão se valorizaram na Bahia nesta semana (23 a 27/11), mesmo no fim de mês. Porém, houve algumas particularidades quando se trata da qualidade nas principais regiões produtoras do estado. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, o havaí tipo 12 a 18 foi comercializado por R$ 1,82/kg no Sul da Bahia, alta de 7% em relação à semana passada. Entretanto, a qualidade por lá foi um fator limitante, visto que, devido às recentes chuvas, a aparição de doenças fúngicas, como barba de papai noel e pinta-preta, têm sido observadas.

Já no Oeste do estado, a fruta está com um bom padrão, principalmente em Barreiras e Luís Eduardo Magalhães, que não registaram muita precipitação. O formosa foi vendido na média de R$ 2,20/kg nessa praça, valorização de 19% em relação à mesma comparação - a quarta consecutiva. Para a próxima semana, espera-se que os preços continuem se elevando por conta da baixa oferta e do início de mês, que geralmente favorece as vendas.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: aumento de preço, baixa oferta, Cepea, fim de mês, HF Brasil, Oeste da BA, preço de formosa, preço de havaí, preço de mamão, sul da BA

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui