13/11/2020

MAMÃO/CEPEA: Comercialização deixa a desejar

Mesmo assim, preços sobem levemente na Ceagesp

Por Wharlhey de Cássia Nunes e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAMÃO/CEPEA: Comercialização deixa a desejarVer fotos

Piracicaba, 13 - Ao contrário da semana anterior, as vendas de mamão foram mais limitadas na Ceagesp nesta (09 a 13/11). Segundo atacadistas, isso ocorreu pelo clima mais chuvoso em algumas localidades do estado, pela não aceitação dos aumentos dos preços e pela menor procura por parte de algumas feiras livres e outros comércios – que devem ter suas atividades suspensas, em decorrência das eleições municipais (15).

Mesmo assim, com uma entrada mais restrita de mamão, as cotações conseguiram subir levemente nesta semana. O havaí tipo 15 a 18 foi comercializado por R$ 19,83/cx de 8 kg no entreposto, valor apenas 1% superior em relação à semana passada. Já o formosa foi comercializado a R$ 25,20/cx de 13 kg, aumento de 6% na mesma comparação.

Destaca-se que foram relatados problemas de qualidade, sobretudo das frutas vindas do Sul da Bahia, que apresentaram doenças fúngicas, como pinta preta e “barba de papai noel” (Phytophthora palmivora). Para a próxima semana, espera-se que a oferta de mamão continue limitada, mas ainda não se sabe se o mercado aceitará novos aumentos de preços, devido à chegada da segunda quinzena do mês.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: baixa oferta, Ceagesp, Cepea, HF Brasil, mamão formosa, mamão havaí, mercado fraco, preço de mamão, sul da BA, valorização

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui