30/05/2018

MAMÃO/CEPEA: Com paralisação, perdas ocorrem nas roças

Greve preocupa produtores de mamão

Por Marcela Barbieri, Gabriel Coneglian e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAMÃO/CEPEA: Com paralisação, perdas ocorrem nas roçasVer fotos

Piracicaba, 30 - A greve dos caminhoneiros, que perdurou até esta quarta-feira (30), ainda continua afetando diretamente a mamocultura nacional. A limitação do tráfego nas principais rodovias se tornou um entrave para polos produtivos de mamão, que estavam impedidos de enviar seus produtos. 

Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, a situação resultou em acúmulo de frutas nas roças e em perdas durante o transporte – principalmente para aqueles que não são refrigerados. Houve relatos de que perdas em campo foram reduzidas pelo clima mais ameno nas regiões produtoras. Mesmo assim, aqueles que tinham frutas com maturação avançada acabaram perdendo parte da produção. 

Para minimizar estes problemas, produtores diminuíram as colheitas e armazenaram frutas em câmaras frias durante o período. Além disso, muitos produtores passaram a comercializar o mamão regionalmente. Porém, ao contrário de semana passada, até este tipo de venda foi dificultado na parcial desta semana (28 a 30/05). Para as próximas semanas, produtores não possuem expectativa de grandes melhoras, devido ao grande acúmulo de frutas.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, colheita, cotação, estoque, greve, HF Brasil, mamão, paralisação, preço

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui