18/06/2018

MAMÃO/CEPEA: Chuvas, apesar de positivas, afetam qualidade em 2018

Padrão inferior se tornou um dos principais entraves ao comércio neste ano

Por Gabriel Coneglian e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAMÃO/CEPEA: Chuvas, apesar de positivas, afetam qualidade em 2018Ver fotos

Piracicaba, 18 – Assim como já mencionado, as chuvas estiveram mais frequentes nas regiões produtoras de mamão na parcial do ano e, apesar de recuperarem a disponibilidade de água para a irrigação, aumentaram a incidência de doenças fúngicas e viroses nas lavouras.

De acordo com os colaboradores do Hortifruti/Cepea, houve aparição, principalmente, de mancha-chocolate, varíola ou pinta-preta, antracnose e Phytophthora – sendo que a última afeta fortemente a produção nos campos por causar a podridão do pé do mamoeiro.

Como estas doenças causam danos no tecido dos frutos e nas folhas, a qualidade dos mamões se reduziu no período, tornando-os indisponíveis para a comercialização, principalmente para as exportações, já que os países desejam frutos com extrema qualidade.

Contudo, para os próximos meses, melhores padrões da fruta são esperados. Isso porque o acúmulo das precipitações deve diminuir nos próximos meses (em vista do indicado na normal climatológica disponibilizada pelo Inmet), especialmente devido ao início do inverno no próximo dia 21 de junho, estação caracterizada pelo baixo índice pluviométrico.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, chuvas, clima, mamão, produção de mamão, qualidade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui