18/09/2020

MAÇÃ/CEPEA: Granel agita o ritmo de comercialização nas classificadoras

Há preferência por boa qualidade e preços mais acessíveis

Por Ana Raquel Mendes e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAÇÃ/CEPEA: Granel agita o ritmo de comercialização nas classificadorasVer fotos

Piracicaba, 18 - A boa procura por maçãs miúdas aqueceu as vendas da fruta a granel nesta semana (14 a 18/09). De acordo com agentes, existe uma melhor demanda por maçãs de qualidade e preços mais acessíveis, requisitos atendidos pela granel Cat 1. Assim, juntamente com a menor oferta voltada a esse tipo de comercialização, houve um cenário positivo de preços. Essa menor disponibilidade, por sua vez, se deve ao fato de que várias classificadoras têm trabalhado com a embalagem de 1 kg, as sacolinhas, inclusive de tamanhos 220 e o 250, que normalmente seriam destinados à venda a granel.

Apesar de o Hortifruti/Cepea não acompanhar regularmente os preços de tais calibres, a gala calibres 220 e 250 Cat 1 vendida a granel registraram média de R$ 54,00 e 50,30/cx de 18 kg, respectivamente, nas regiões classificadoras. A fuji com os mesmos perfis foram comercializadas a R$ 53,00 e a 50,20/cx de 18 kg. Já para as frutas graúdas, apesar de não haver grande demanda, a oferta limitada segue sustentando as cotações. A gala 110 Cat 1 foi vendida a R$ 100,38/cx de 18 kg na média das regiões classificadoras. Para a próxima semana, agentes esperam que as vendas continuem satisfatórias para os menores tamanhos de maçã, ainda que o ritmo desacelere um pouco – movimento comum durante a segunda quinzena do mês.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: baixa oferta, boa demanda, Cepea, HF Brasil, maçãs miúdas, preço de maçã, regiões classificadoras, vendas a granel

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui