07/08/2020

MAÇÃ/CEPEA: Em início de mês, comércio não retoma como esperado

Preços altos, principalmente da graúda Cat 1, afeta mercado

Por Ana Raquel Mendes e Marcela Barbieri
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAÇÃ/CEPEA: Em início de mês, comércio não retoma como esperadoVer fotos

Piracicaba, 07 - A comercialização de maçã teve um início de mês (03 a 07/08) bastante calmo. Apesar das vendas não retomarem como esperado, foram mais satisfatórias nos últimos dias do que na semana passada. Agentes relataram que, com os preços atuais da fruta, clientes têm carregado volumes menores, com receio de que não ocorra um bom giro nas vendas lá na ponta, diante do poder de compra limitado do consumidor.

Ainda assim, muitas classificadoras optaram por sustentar os preços, reduzindo a classificação e a embalagem a fim de não acumular estoques - o que somente está sendo possível em decorrência da menor produção neste ano. Com isso, na média das regiões classificadoras, a gala calibre 165 Cat 1 foi vendida a R$ 82,07/cx de 18 kg, manutenção frente à semana passada.

Vale apontar que já há uma certa preocupação dos agentes com a competição das maçãs importadas e das nacionais, principalmente de maiores calibres de categoria 1, o que pode dificultar futuras valorizações desse perfil de fruta ao longo de agosto.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, comércio não retoma, competição das importadas, graúda Cat 1, HF Brasil, início de mês, maçã gala, preço de maçã, sustentar os preços

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui