25/05/2018

MAÇÃ/CEPEA: Classificação e vendas são interrompidas

Paralisação trava mercado e reflete nas cotações

Por Lavínia Morais, Marcela Barbieri e Letícia Julião
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAÇÃ/CEPEA: Classificação e vendas são interrompidasVer fotos

Piracicaba, 25 - A greve dos caminhoneiros, iniciada na última segunda-feira (21), afetou de maneira significativa o mercado de maçãs nesta semana (21 a 25/05). De acordo com a mídia, a paralização nas rodovias se iniciou por conta do aumento do preço do diesel. Sendo assim, o mercado de maçãs se encontra parado, visto que os carregamentos e vendas não estão sendo realizadas. Dessa forma, grande parte dos produtores optou por não classificar nesta semana, evitando o enfraquecimento das frutas em estoque. A expectativa é de, quando as vendas voltarem à normalidade, os preços das maçãs devem diminuir brevemente, visto que as frutas, antes em estoque, vão ser colocadas no mercado. Porém, as cotações devem se estabilizar logo em seguida.

Outro ponto que deve ser destacado é a situação do atacado – que não recebeu frutas nesta semana – se encontrando desabastecido. Este cenário aumentou os preços nesta semana no atacado, pois a oferta de frutas no estoque é bastante reduzida. Assim, o preço médio da maçã gala Cat 1 encerrou em R$ 85,00/cx de 18 kg na Ceagesp, valor 16% superior ao da semana passada. 

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Ceagesp, Cepea, classificação, cotações, estoque, greve dos caminhoneiros, HF Brasil, Maçã, preço

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui