18/12/2018

HORTIFRUTI/CEPEA: Presença de multinacionais desfavorece competitividade da banana

Confira outros motivos que impactam a competitividade da fruta

Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
HORTIFRUTI/CEPEA: Presença de multinacionais desfavorece competitividade da bananaVer fotos

Piracicaba, 18 – O Brasil está em 4° lugar no ranking de países produtores de banana (FAO, 2016), ficando atrás apenas da China, Índia e Filipinas. Apesar disso, a participação do País é baixa em âmbito internacional, mesmo com o consumo crescente da fruta em países desenvolvidos. Com isso, é a aquecida demanda doméstica que acaba sustentando o setor bananeiro no Brasil, visto que é a fruta mais consumida no País.

A evolução do índice de competividade, analisado na edição de novembro da Hortifruti Brasil, mostra que a banana brasileira não é competitiva no mercado internacional. Entre 2011 e 2016, houve crescimento de 12% na importação de banana do continente Europeu, sendo que, nesse mesmo período, o Brasil perdeu espaço naquele bloco. Confira, abaixo, os principais motivos para a baixa competitividade da fruta:

Para conferir o conteúdo completo, acesse a edição de novembro da Revista Hortifruti Brasil, clicando aqui.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: análise de competitividade, banana, Cepea, competitividade internacional, exportações de frutas, Hortifruti Brasil, mercado internacional, oitava fruta mais competitiva do Brasil

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui