10/02/2020 às 23:00

HORTIFRUTI/CEPEA: Perdas na Ceagesp são estimadas em R$ 20 milhões

Atividades seguem paralisadas para limpeza e manutenção

Por Hortifruti Brasil
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
HORTIFRUTI/CEPEA: Perdas na Ceagesp são estimadas em R$ 20 milhõesVer fotos

Piracicaba, 11 – Pelo segundo dia consecutivo, as atividades seguiram paralisadas na Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) nesta terça-feira, 11, para a realização dos serviços de limpeza e manutenção. Em transmissão ao vivo, divulgada em uma de suas mídias sociais, a Companhia avaliou que as perdas correspondem principalmente a frutas, legumes e verduras, totalizando prejuízo físico de 7 mil toneladas, estimadas em R$ 20 milhões.

Os produtos ainda estão sendo removidos do local e serão destinados a aterros, a fim de evitar problemas à segurança do alimento. Quanto à normalização das atividades, a perspectiva é que, após o encerramento dos serviços de limpeza, ocorra em até 24 horas – segundo o departamento de comunicação da Ceagesp, o progresso será informado por meio das mídias sociais nos próximos dias. Assim, a orientação é que os produtores que comercializam com a central atacadista entrem em contato com os boxes antes de iniciar o transporte de mercadorias, mesmo as já contratadas, para evitar congestionamentos.

Para os representantes presentes na transmissão, o prejuízo poderia ter sido ainda maior, caso a enchente tivesse ocorrido no decorrer da semana – isto porque, um maior volume de mercadorias começa a ser recebido às segundas-feiras. Assim, considerando-se o início das chuvas na madrugada de domingo, 9, parte dos produtos ainda está nas roças ou em caminhões (cujo transporte já estava em trânsito). O objetivo é que as operações retornem o quanto antes, a fim de evitar novas perdas.

Participaram da transmissão o diretor presidente da Ceagesp, Johnni Hunter Nogueira, o chefe da Seção de Economia e Desenvolvimento e economista Flávio Godas, o gerente do Departamento de Entreposto da Capital, Rubens Reis de Souza Junior e o chefe da Seção de Controle de Qualidade Hortigranjeira, Gabriel Vicente Bitencourt de Almeida.

REFLEXOS AOS HF'S – Ainda é cedo para estimar possíveis impactos à cadeia de produção e comercialização de frutas e hortaliças, mas, de forma geral, as preocupações se voltam ao acúmulo de produtos nas roças e à consequente perda de mercadoria – e, ainda, ao reflexo dos preços no varejo.

Apesar da importância da Ceagesp na distribuição de HF's no estado de São Paulo, vale destacar que grandes redes do varejo possuem contratos diretos com produtores e distribuidores privados, o que faz com que a comercialização ainda ocorra normalmente. Assim, o prejuízo total no setor, apesar de relevante, não ocorrerá nas mesmas proporções do que se concentrou na Ceagesp.

O Hortifruti/Cepea segue acompanhando os impactos das chuvas na oferta e nos preços das frutas e hortaliças, tanto nas roças quanto nos atacados brasileiros. No decorrer desta semana, novos alertas serão publicados.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Ceagesp, Cepea, chuvas, enchente na Ceagesp, perdas de alimentos, perdas de frutas e hortaliças, prejuízos ceagesp

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui