02/12/2019

HORTIFRUTI/CEPEA: Impactos do acordo Mercosul-UE ao suco de laranja

Entenda o que pode mudar no comércio internacional da commodity

Por Hortifruti Brasil
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
HORTIFRUTI/CEPEA: Impactos do acordo Mercosul-UE ao suco de laranjaVer fotos

Piracicaba, 02 – O Brasil é o maior exportador mundial de suco de laranja e a União Europeia é o principal destino, representando quase 70% dos envios nacionais na safra 2018/19 (de julho/18 a junho/19). O setor processador é extremamente importante para o escoamento da laranja – no estado de São Paulo, indústrias absorvem mais de 80% da produção de fruta.

Mesmo com o domínio brasileiro no exterior, o México já tem ganhado espaço neste segmento, principalmente nos envios aos Estados Unidos, o segundo principal destino do Brasil. Nos dois principais destinos, o consumo de suco de laranja está caindo, perdendo espaço para outras bebidas, como águas saborizadas, energéticos e até mesmo outros tipos de suco.

E este cenário torna ainda mais importante a redução tarifária, visto que diminuiria o preço que o produto chega até o importador europeu e, consequentemente, ao consumidor local, podendo deixar a bebida mais atrativa frente às demais opções disponíveis nas gôndolas. Além disso, ao reduzir o preço do suco de laranja, é possível que empresas de bebidas optem por ampliar o uso do produto como ingrediente em suas bebidas.

Quer saber quais os impactos do acordo às outras frutas brasileiras? Confira o conteúdo completo, clicando aqui.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: acordo comercial, acordo Mercosul - União Europeia, Cepea, comércio internacional, competitividade das exportações brasileiras, exportações de suco de laranja, Hortifruti Brasil, impactos do acordo comercial, mercado de suco de laranja, suco de laranja

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui