08/10/2018

HORTIFRUTI/CEPEA: Ação coletiva tem mais pontos positivos ou negativos?

Maiores dificuldades estão relacionadas, principalmente, à interação entre pessoas

Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
HORTIFRUTI/CEPEA: Ação coletiva tem mais pontos positivos ou negativos?Ver fotos

Piracicaba, 08 – Grandes dificuldades em ações coletivas existem e estão relacionadas, principalmente, à interação entre pessoas – o que pode gerar desconfiança e baixa participação entre membros de uma mesma organização. Neste cenário, a edição de setembro da Hortifruti Brasil mostra que as ações coletivas são importantes no setor de frutas e hortaliças, mas que é preciso planejamento, monitoramento e uma boa gestão do grupo para uma continuidade sustentável de cada organização.

Ressalta-se, no entanto, que são grandes as oportunidades em se engajar em conjunto. A aliança ou a parceria pode ser estratégica para aumentar a competitividade nos mercados interno e externo, dividir os custos (em especial os de insumos) e a estrutura administrativa, melhorar a infraestrutura (tanto a partir da disponibilidade de armazéns, como de packing houses), para ter acesso à assistência técnica e ampliar a promoção e a inovação do setor.

Para saber mais sobre ações coletivas e conferir o conteúdo completo, acesse a edição de setembro da Hortifruti Brasil, clicando aqui.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: ação coletiva, ações coletivas em frutas e hortaliças, Cepea, gestão de grupo, Hortifruti Brasil, organização do setor de HF

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui