26/04/2021

HORTIFRUTI/CEPEA: 1 ano de pandemia no Brasil X mercado de HF

Balanço de 12 meses e perspectivas 2021/22 para o setor de hortifrúti

Por Hortifruti Brasil
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
HORTIFRUTI/CEPEA: 1 ano de pandemia no Brasil X mercado de HFVer fotos

Piracicaba, 26 – Há pouco mais de um ano, o primeiro caso de covid-19 era confirmado no Brasil. De lá para cá, muita coisa mudou e, atualmente, o País enfrenta grandes desafios, como alta taxa de desemprego e queda no poder de compra da população. No setor de frutas e hortaliças, especificamente, a equipe da revista Hortifruti Brasil acompanhou, ao longo deste último ano, todos os impactos da covid-19 sobre a cadeia, as oportunidades e também as estratégias de negócio para manter ativas as vendas desses alimentos.

Do lado produtivo, muitos agricultores e comerciantes precisaram se adaptar às novas formas de negociação – ou até mesmo criá-las – e reorganizar as atividades em diferentes etapas, no intuito de atender às normas sanitárias vigentes. Varejos locais e de menor porte entraram em evidência, já que a população passou a dar mais importância a locais que trazem sensação de mais segurança, devido ao menor fluxo de pessoas.

Do lado da demanda, a equipe da Hortifruti Brasil constatou que o hábito e o comportamento da população mudaram bastante nos últimos 12 meses. A preocupação com a saúde levou as pessoas a aumentarem o consumo de HFs que elevam a imunidade.

Com medidas de distanciamento social, muitos passaram a preparar mais alimentos dentro do lar e também a adquiri-los por meio de novos canais de compras, principalmente on-line. Por outro lado, restrições à mobilidade das pessoas para conter o avanço da pandemia limitaram a demanda por HFs por parte de importantes canais de escoamento, como food service, escolas, hotéis e vendas diretas (feiras de produtores). Assim, as cadeias de comercialização com maior número de intermediários entre o produtor e o varejo acabaram sendo prejudicadas pelas restrições.

Além disso, com o prolongamento da pandemia o apelo à saudabilidade perde força e os ultraprocessados entram na lista de compras dos brasileiros, devido à busca por alimentos prazerosos, à facilidade no armazenamento e à maior durabilidade desses produtos. Agora, após um ano convivendo com a pandemia, a edição de abril da Hortifruti Brasil traz um balanço de como o setor atravessou esse período, as perspectivas de investimentos para os HFs e um provável cenário após a pandemia. Confira o conteúdo completo, clicando aqui.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: balanço da pandemia no setor de HF, cadeia de comercialização de HF, Cepea, consumo do brasileiro, Hortifruti Brasil, impactos da pandemia no setor de HF, mercado de frutas e hortaliças e pandemia, pandemia no Brasil

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui