03/05/2019

CITROS/CEPEA: Tahiti se desvaloriza em 23% na semana

Contudo, no balanço de abril, preço da variedade aumentou quase 43%

Por Caroline Ribeiro e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CITROS/CEPEA: Tahiti se desvaloriza em 23% na semanaVer fotos

Piracicaba, 03 – A intensificação da colheita de lima ácida tahiti tem enfraquecido as cotações da variedade nos últimos dias. Nesta semana, a tahiti registrou média de R$ 19,19/cx de 27 kg, colhida, 23,3% inferior à do período anterior. No balanço de abril, no entanto, a fruta teve média de R$ 24,08/cx de 27 kg, colhida, altas de 42,7% em relação a março e de 29,4% no comparativo com abril/18, em termos nominais.

O cenário é reflexo da menor oferta no mês passado, devido ao atraso na maturação das frutas de segundas floradas. Assim, para maio, agentes temem que haja concentração da colheita da tahiti, o que poderia pressionar os valores, justamente num período em que os preços costumar subir.

Em relação à laranja, devido à maior oferta e ao feriado nacional em 1° de maio, as vendas de cítricos estiveram limitadas nos últimos dias. Na semana, a hamlin foi negociada a R$ 19,65/cx de 40,8 kg, na árvore, valor 2,9% inferior ao da passada. A pera, por sua vez, registrou média de R$ 25,12/cx, recuo de 7,3% no mesmo comparativo.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, citricultura, citros, colheita de tahiti, cotação, oferta de laranja, preços de laranja, preços de tahiti

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui