30/11/2018

CITROS/CEPEA: Qualidade compromete aceitação da laranja de mesa

Preços dos cítricos recuam

Por Caroline Ribeiro e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CITROS/CEPEA: Qualidade compromete aceitação da laranja de mesaVer fotos

Piracicaba, 30 – As vendas de laranja estiveram bastante calmas nesta semana (26 a 30/11), no mercado de mesa de São Paulo, tanto pelas chuvas quanto pelo período de final de mês. Apesar do controle da oferta, devido à redução das atividades de campo, a queda na qualidade das frutas de 2018/19 limitou a aceitação de compradores no segmento in natura.

Isso porque, devido à maior concentração de água, as laranjas têm ficado graúdas antes do período ideal de colheita ou apodrecido mais rápido. Além disso, com o aumento da umidade, casos de doenças fúngicas e de ácaros também foram relatados por colaboradores do Hortifruti/Cepea nos últimos dias. Nesta semana, a laranja pera teve média de R$ 28,75/caixa de 40,8 kg, na árvore, recuo de 3,4% em relação à anterior.

A lima ácida tahiti também registrou desaceleração das vendas no mercado doméstico. No externo, mantém-se a boa demanda, mas os preços continuam caindo, pressionados pela maior oferta. Na semana, a tahiti teve média de R$ 23,56/cx de 27 kg, colhida, recuo de 26,9% em relação à passada.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, chuvas, citricultura, citros, comercialização, cotações, doenças, Hortifruti Brasil, oferta de laranja, oferta de tahiti, preços, qualidade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui