05/04/2019

CITROS/CEPEA: Preço da tahiti ganha força novamente

Pera, por outro lado, compete com outras variedades

Por Caroline Ribeiro e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CITROS/CEPEA: Preço da tahiti ganha força novamenteVer fotos

Piracicaba, 05 – Neste início de mês, compradores ainda estão com dificuldade em encontrar lima ácida tahiti de boa qualidade no mercado in natura paulista. Enquanto as frutas maduras estão escassas, as novas ainda estão verdes e, por isso, têm a colheita postergada. As de melhor qualidade, por sua vez, são destinadas ao mercado externo. Assim, nesta semana (1° a 05/04), a variedade registrou média de R$ 22,56/cx de 27 kg, colhida, valor 6,2% superior à da semana passada.

A expectativa inicial de agentes era de que a colheita das frutas provenientes de segundas floradas elevasse a disponibilidade de tahiti neste mês. Contudo, a demanda industrial elevada e os preços atrativos, no início do ano, levaram muitos produtores a "limpar" as plantas, reduzindo a oferta já no correr de março. A previsão é de que a disponibilidade aumente na segunda quinzena deste mês.

LARANJA – No mercado de laranja de mesa, as vendas continuam limitadas. Dentre as dificuldades de comercialização, estão a maior participação de frutas que ainda não atingiram o estágio de maturação demandado pelo setor in natura e a maior variedade de cítricos disponível no momento (tangerina poncã, precoces e últimas temporãs de 2018/19). A média da pera, nesta semana, foi de R$ 36,27/cx de 40,8 kg, na árvore, queda de 9,8% frente à semana anterior.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, citricultura, citros, cotação, oferta de laranja, oferta de tahiti, preços de laranja, preços de tahiti, produção de citros, qualidade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui