15/05/2020

CITROS/CEPEA: Nova frente fria pode impactar demanda de tahiti

Baixa oferta de poncã impulsiona cotações na semana

Por Isabela Camargo, Caroline Ribeiro e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CITROS/CEPEA: Nova frente fria pode impactar demanda de tahitiVer fotos

Piracicaba, 15 – As cotações de lima ácida tahiti dispararam nas roças na semana passada, apesar de se enfraquecerem no final do período. Segundo colaboradores do Cepea, a retomada das exportações e a menor disponibilidade elevaram os preços da fruta.

Entretanto, a expectativa de produtores é de que a chegada de uma nova frente fria ao estado de São Paulo limite a demanda de tahiti. Na semana (11 a 15/05), a tahiti registrou média de R$ 31,08/cx de 27 kg, colhida, 17,1% superior à do período anterior.

Em relação à laranja, devido à maior oferta e às menores temperaturas, as vendas estiveram limitadas nos últimos dias. Na semana, a hamlin foi negociada a R$ 20,12/cx de 40,8 kg, na árvore, valor 8,3% inferior ao da semana passada. A pera registrou média de R$ 25,85/cx, recuo de 1,6 % no mesmo comparativo.

Entretanto, a tangerina poncã se valorizou nesta semana, devido à diminuição da oferta paulista – a maioria das frutas ofertadas no mercado está vindo de Minas Gerais. A variedade foi negociada a R$ 26,61/cx de 27 kg, na árvore, alta de 7%.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: citros, cotação, demanda, exportação, laranja, lima ácida tahiti, limão, oferta, ponca, preço, qualidade, safra, tahiti, tangerina

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui