19/03/2021

CITROS/CEPEA: Cotações da pera avançam por mais uma semana

Por outro lado, lentidão do mercado e oferta recuam em 29,7% os preços da tahiti

Por Isabela Camargo, Caroline Ribeiro e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CITROS/CEPEA: Cotações da pera avançam por mais uma semanaVer fotos

Piracicaba, 19 O mercado de laranja in natura está aquecido para as frutas no estágio ideal de maturação e de qualidade satisfatória. De acordo com colaboradores do Hortifruti/Cepea, no entanto, a oferta de frutas precoces ainda verdes deve limitar novas altas nos preços da pera, à medida em que a colheita dessas variedades seja intensificada.

Por enquanto, o cenário ainda é de avanço nas cotações: a semanal média da pera (de 15 a 19/03) foi de R$ 40,11/cx de 40,8 kg, na árvore, elevação de 4,1% em comparação com a semana passada. A desaceleração da absorção de frutas pelas indústrias e a maior entrada de outros cítricos, como a tangerina poncã, podem voltar a pressionar os valores.

Em relação à lima ácida tahiti, além das fracas demandas doméstica e externa (dificuldade de envio por navios e consumo enfraquecido por conta da segunda onda de covid-19), o aumento da oferta de frutas provenientes de segunda florada reforça a queda nos preços – e esse cenário deve se manter nos próximos dias. Nesta semana, a tahiti foi comercializada à média de R$ 16,57/caixa de 27 kg, colhida, baixa de 29,7% em relação à da semana passada.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: citros, colheita, cotação, demanda, laranja, lima ácida tahiti, limão, oferta, pera, preço, precoces, qualidade, safra, tahiti

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui