13/03/2020

CITROS/CEPEA: Com melhor qualidade, preço da tahiti sobe mais de 14%

Semana também é positiva para pera e poncã

Por Isabela Camargo e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CITROS/CEPEA: Com melhor qualidade, preço da tahiti sobe mais de 14%Ver fotos

Piracicaba, 13 – Neste início de mês, compradores estavam com dificuldade em encontrar lima ácida tahiti com o padrão demandado pelo mercado de mesa. Entretanto, com a diminuição das chuvas, a qualidade das frutas já apresentou melhora nesta semana, fator que elevou as cotações. Assim, nesta semana (09 a 13/03), a variedade registrou média de R$ 10,52/cx de 27 kg, colhida, valor 14,3% superior ao da passada.

Já para a laranja, as vendas se aqueceram nesta semana, mas a oferta está cada vez mais escassa. Produtores consultados pelo Hortifruti/Cepea têm, inclusive, relatado encerramento da colheita das tardias, o que deve elevar a participação das precoces na comercialização neste mês. No geral, a expectativa ainda é de colheita lenta destas variedades, o que ainda sustenta um cenário de preços firmes para a laranja de mesa. Na semana, a média da pera foi de R$ 35,44cx de 40,8 kg, na árvore, alta de 1,2% frente à passada.

Os preços da tangerina poncã, por sua vez, ainda se sustentam com a maior procura. Os valores desta semana atingiram média de R$ 51,64/cx de 27 kg, praticamente estável (+0,5%) frente à anterior. A expectativa dos produtores é de que a oferta de poncã paulista se eleve neste mês, mas ainda sem excessos.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, citricultura, citros, oferta de laranja, oferta de tahiti, perspectivas, preços de laranja, preços de poncã, preços de tahiti, qualidade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui