08/09/2020

CITROS/CEPEA: Cítricos estão em alta

Clima quente e oferta restrita motivam valorização em agosto

Por Isabela Camargo e Fernanda Geraldini
Em parceria com
UPL
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CITROS/CEPEA: Cítricos estão em altaVer fotos

Piracicaba, 08 – O mercado citrícola manteve-se em alta em agosto, tanto para as laranjas quanto para a lima ácida tahiti. No caso da primeira variedade, a oferta restrita fez com que produtores conseguissem negociar a fruta a patamares mais firmes que os habituais para a época. Além disso, o calor excessivo e a falta de chuva no estado de São Paulo vêm limitando a disponibilidade de laranjas de qualidade – muitas estão murchas e com menor calibre.

Assim, o valor médio da pera, em agosto/20, foi de R$ 30,01/cx de 40,8 kg, na árvore, alta de expressivos 64,3% frente a agosto/19 – novo recorde nominal da série histórica do Hortifruti/Cepea para este mês, iniciada em 1994.

O cenário de alta também é verificado para a lima ácida tahiti: a baixa disponibilidade vem garantindo preços recordes nos últimos meses. Além disso, o mercado externo está bastante aquecido para a fruta. Em agosto/20, os valores no mercado doméstico (de R$ 85,15/cx de 27 kg, colhida) ultrapassaram em 183,6% a média de agosto/19, em termos nominais.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, citricultura, citros, clima, cotação de laranja, demanda por cítricos, HF Brasil, mercado de citros, oferta de laranja, oferta de tahiti, preços de laranja, preços de tahiti, qualidade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui