01/02/2019

CENOURA/CEPEA: Com baixa oferta, janeiro fecha no azul em MG

Nesta semana, preços tiveram leve recuo de 3%

Por Eduarda Pinheiro e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CENOURA/CEPEA: Com baixa oferta, janeiro fecha no azul em MGVer fotos

Piracicaba, 1º - A rentabilidade da cenoura em São Gotardo (MG) em janeiro foi positiva ao produtor, e os preços foram 102% superiores ao custo de produção. Esse cenário ocorreu graças às cotações elevadas neste início do ano devido à oferta reduzida.

O menor volume disponível foi reflexo do clima desfavorável à produção e à menor área nacional nesta temporada de verão 2018/19, que ainda está começando. Por outro lado, os custos de produção tiveram aumento de 58,2% no primeiro mês de 2019 em relação a dezembro: os gastos foram constantes, mas a produtividade diminuiu 45% em relação ao mês anterior, contabilizando 42,7 t/ha.

O principal problema relatado é a bifurcação das raízes, além de mela e nematoides, que levaram à descartes de parte da produção em janeiro. Nas duas últimas semanas, houve uma melhora no rendimento, reduzindo as perdas, devido ao clima mais favorável – sem chuvas excessivas. Em relação à semana anterior, os preços caíram apenas 3,2% (28 a 1°/02) e a caixa de 29 kg de “suja” foi comercializada a R$ 30,00.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cenoura, cotação, preços, produtividade, rentabilidade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui