21/10/2019

CENOURA/CEPEA: Após três meses em queda, mercado pode reagir?

Tendência é de preço mais estável, com leves sinais de melhora

Por Eduarda Pinheiro, Daniel Júdice Gonçalves e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CENOURA/CEPEA: Após três meses em queda, mercado pode reagir?Ver fotos

Piracicaba, 21 – Com mais da metade da área colhida, a safra de inverno 2019 começa a apresentar perspectivas de melhora para as próximas semanas. Há três meses, o preço da raiz vem registrando queda constante, reflexo das elevadas oferta e produtividade.

A cotação parcial de outubro (1° a 18/10), em São Gotardo (MG), ainda apresenta queda de 28% em relação a setembro, fechando à média de R$ 9,50/cx de 29 kg da cenoura suja. Colaboradores do Hortifruti/Cepea acreditam que, até o início do próximo mês, a oferta nacional possa se reduzir – criando, assim, a tendência de leve aumento nos preços.

Além disso, o plantio para a safra de verão 2019/20 tem se intensificado – devendo chegar, até o fim de outubro, a mais de 50% do plantio consolidado. As cenouras que estão em desenvolvimento nessa época, as quais serão colhidas no primeiro trimestre da safra de verão, deverão apresentar boa qualidade, devido ao clima e ao regime pluviométrico favoráveis à produção até o momento.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cenoura, Cepea, clima, cotação, oferta de cenoura, preços de cenoura, qualidade, safra de inverno de cenoura, safra de verão 2019/20 de cenoura

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui