25/05/2018

CEBOLA/CEPEA: Produtores desaceleram colheita devido à greve

Produtores interromperam a retirada dos bulbos para evitar maiores perdas

Por Andrea Cimino, Beatriz Papa Casagrande e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CEBOLA/CEPEA: Produtores desaceleram colheita devido à greveVer fotos

Piracicaba, 25 - A paralisação dos caminhoneiros impactou negativamente todas as regiões produtoras de cebola acompanhadas pelo Hortifruti/Cepea nesta semana (21 a 25/05). A comercialização em Irecê (BA) foi prejudicada e a mercadoria não conseguiu ser levada a seus destinos – atacados regionais e de São Paulo, principalmente. A colheita na região baiana foi reduzida e as cebolas que já foram colhidas devem ser estocadas com o objetivo de evitar o descarte da hortaliça.

Produtores interromperam a colheita para evitar maiores perdas, uma vez que o clima do Nordeste não é propício para o armazenamento dos bulbos. Este cenário foi o mesmo para as regiões de Piedade e Divinolândia (SP) e Triângulo Mineiro. Como não houve negociação, a média de preços não reflete a realidade de volume disponível da hortaliça, uma vez que os produtores foram impossibilitados de escoar seu produto, gerando excedente nas roças.

Além disso, cebolicultores relataram que a qualidade está melhorando, devido ao melhor desenvolvimento das cebolas que estão sendo colhidas neste momento. A média dos preços referente a segunda e terça-feira (21 e 22/05) em Irecê ficou em R$ 1,96/kg na roça (tendo em vista que o mercado paralisou a partir de quarta-feira). 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: caminhoneiros, cebola, cotação, greve, preço

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui