22/04/2020

CEBOLA/CEPEA: Chuva no Nordeste compromete oferta prevista para maio

Clima impacta colheita e eleva incidência de doenças

Por Marcelo Franzini Erhart de Barros e Marina Marangon
Em parceria com
Basf
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CEBOLA/CEPEA: Chuva no Nordeste compromete oferta prevista para maioVer fotos

Piracicaba, 22 – Os preços da cebola registraram forte reação na primeira quinzena de abril: a média parcial do mês foi 45% superior à de março. Isso ocorreu devido à redução dos estoques sulistas e à queda na produção do Nordeste – que aumentou os pedidos de produtos do Sul, para abastecer o mercado regional.

Além de afetar as atividades de colheita em algumas roças, a chuva excessiva em Irecê (BA) abriu espaço para a entrada de doenças fúngicas e bacterianas, levando ao descarte da hortaliça nas lavouras. Por estes motivos, a produção esperada para maio foi comprometida, com perspectivas de melhora da oferta a partir de junho.

Outro fator que contribuiu para o aumento das cotações nesta primeira quinzena de abril foi a entrada reduzida da cebola argentina. Mesmo após a liberação da fronteira no início do mês (1º/04), a oferta é limitada por medidas preventivas contra o novo coronavírus – como as restrições da quantidade de trabalhadores nos ônibus rurais e em estações de beneficiamento. Diante disso, mesmo com o impacto da oscilação na demanda, devido ao isolamento social, a baixa oferta do período mantém os preços favoráveis aos produtores.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cebola da Argentina, Cepea, chuvas, clima, descarte de cebola, Oferta de cebola, preços de cebola, previsão para o mercado de cebola, volume de cebola

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui