14/01/2022

CEBOLA/CEPEA: 2022 se inicia com mercado desaquecido em Santa Catarina

Preços menores no Rio Grande do Sul diminuem vendas do estado catarinense

Por Larissa Angeli Costa e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CEBOLA/CEPEA: 2022 se inicia com mercado desaquecido em Santa CatarinaVer fotos

Piracicaba, 14 - Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, a região de Ituporanga (SC) apresentou pouco movimento de mercado nesta semana (10 a 14/01) e o preço da cebola ao produtor fechou a média de R$ 1,86/kg. A situação é bem diferente da de dezembro, quando houve grande procura por cebola para abastecimento durante as festas de Natal e Ano Novo - a comercialização foi intensa até a semana do dia 20 a 23/12.

No momento, a maior dificuldade dos produtores de Santa Catarina está sendo competir com os preços do Rio Grande do Sul. O estado gaúcho está com bastante oferta disponível, pois precisa escoar as cebolas da roça em até, pelo menos, 20 dias, uma vez que não há estruturas de armazenamento na região e as cultivares não aguentam muitos dias em estoque. Em Ituporanga com o fim do ciclo da cebola precoce, o que mais prevalece no mercado são as bolas precoces, valessul e crioulas, apesar do cultivo da última ter diminuído.

A qualidade se mostra favorável ao produtor, sendo que cerca de 35% da produção de Santa Catarina já foi comercializada e, por conta da boa qualidade, espera-se que o armazenamento desta safra tenha bons resultados e dure até o começo de maio, principalmente nas regiões altas, onde o clima é favorável desde o final de outubro.

 

ATENÇÃO, LEITOR! Você já fez o seu recadastramento para continuar recebendo a revista Hortifruti Brasil na versão impressa? O prazo vai até 31/01/22. Recadastre-se agora via WhatsApp, clicando na imagem ao lado.

 

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cotação da cebola, preço da cebola, produção de cebola

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui