25/05/2018

BATATA/CEPEA: Em entressafra, preços disparam com a greve dos caminhoneiros

Preços devem cair na próxima semana

Por Heitor A. C. Inácio, Lenise Molena e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
BATATA/CEPEA: Em entressafra, preços disparam com a greve dos caminhoneirosVer fotos

Piracicaba, 25 - Nesta semana (21 a 25/05), com a greve dos caminhoneiros, os preços da batata padrão especial dispararam. Nos atacados paulistanos os produtos recebidos foram, principalmente, de Minas Gerais (Sul e Cerrado), e mesmo somados às sobras dos dias anteriores, as batatas foram vendidas à média de R$ 175,31/sc de 50 kg (+119,51%). Os mercados de Belo Horizonte (MG) e Rio de Janeiro (RJ), tiveram altas de 106,98% (R$ 155,24/sc) e 167,25% (R$ 202,94/sc), respectivamente. Atacadistas de Belo Horizonte declaram que na sexta-feira, 25, houve negociações de até R$ 400,00/sc. Para a próxima semana, se a greve se encerrar, é possível que os preços da batata voltem aos patamares que estavam sendo praticados antes dos protestos, ou ainda mais baixos. O motivo é que, com a greve, houve um acúmulo de oferta da batata que deveria ter sido colhida nesta semana com a que deverá ser ofertada nos próximos dias. Além disso, com o atraso da colheita, a batata que fica no solo por mais tempo acaba perdendo qualidade e, com isso, se desvalorizando.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alta, atacado, batata, caminhoneiros, Ceagesp, ceasa, colheita, cotação, entressafra, greve, oferta, preço, produção, produtividade, qualidade, safra, transporte, tubérculo, valorização

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui