02/10/2020

BATATA/CEPEA: Com calor e tempo seco, colheita ganha ritmo e produto se desvaloriza

Com expectativa de menor volume, preços podem subir em outubro

Por Luana Guerreiro, Juliana Acácio Toledo Parede e João Paulo Bernardes Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
BATATA/CEPEA: Com calor e tempo seco, colheita ganha ritmo e produto se desvalorizaVer fotos

Piracicaba, 02 - Entre os dias 28/09 e 02/10, as cotações da batata tipo ágata especial/saca de 50 kg ficaram em R$ 65,52 (-10,24%) em São Paulo (SP), R$ 56,64 (-21,62%) no Rio de Janeiro e em R$ 57,34 (-8,48%) em Belo Horizonte (MG). O recuo frente à semana passada se deu porque na anterior choveu e, nesta, com o calor e o tempo seco voltando com força, produtores retornaram com a colheita em ritmo acelerado, evitando que a batata perca qualidade no campo. Apesar da desvalorização, atacadistas mencionaram uma melhora na demanda a partir de quarta (30). No decorrer do mês de outubro, com a desaceleração da safra de inverno, sobretudo em Vargem Grande do Sul (SP), o volume tende a diminuir no mercado e, os preços, podem subir.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cotação da batata, preço da batata, produção de batata

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui