19/02/2019

ALFACE/CEPEA: Rompimento da barragem afeta produção em MG

Riscos de contaminação e escassez de água preocupam produtores

Por Isabela Camargo e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Rompimento da barragem afeta produção em MGVer fotos

Piracicaba, 19 – Mais de três semanas após do rompimento da barragem em Brumadinho (MG), produtores de Mário Campos, região localizada a 25 km da área afetada, estão enfrentando problemas com falta de água. Os resíduos atingiram diversos mananciais, dentre eles o Rio Paraopeba, responsável por abastecer grande parte dos produtores de alface. Além disso, há risco de contaminações nos solos e no abastecimento de água, o que deve dificultar a produção nas cidades do entorno.

Em decorrência disso, as atividades foram paralisadas em muitas hortas e a oferta das folhosas ficou bastante escassa, acarretando em compras de mercadorias do Rio de Janeiro para abastecer a região mineira. Produtores consultados pelo Hortifruti/Cepea relatam que os prejuízos decorrentes da tragédia são grandes.

Além disso, há dificuldade na padronização de preços de comercialização das alfaces – os quais, em sua maioria, são baseados nos valores dos mercados do RJ. A perspectiva futura é de que os preços permaneçam elevados, tendo em vista que os problemas não devem ser sanados rapidamente e considerando-se a redução da área destinada às alfaces.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alface, Brumadinho, Cepea, perspectivas, preços de alface, produção de alface, rompimento da barragem afeta produção de alface, rompimento da barragem de Brumadinho

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui