10/07/2020

ALFACE/CEPEA: Preços reagem com oferta limitada de folhosas em SP

Além da menor área, clima frio atrasa desenvolvimento dos pés

Por Maria Julia Ramos e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Preços reagem com oferta limitada de folhosas em SPVer fotos

Piracicaba, 10 - Nas praças paulistas acompanhadas (Mogi das Cruzes e Ibiúna), as alfaces tiveram novas valorizações ao longo desta semana (06 a 10/07). A oferta é limitada devido à área de plantio ter sido reduzida nos meses anteriores, como medida para evitar sobras e gastos excessivos. Além disso, as temperaturas mais baixas tornam o ciclo da cultura mais longo, o que, associado à baixa oferta, motiva a colheita antes do ponto ideal, ocasionando em comercialização de pés com tamanho pequeno. 

Em Mogi das Cruzes (SP), a lisa registrou alta de 5,07%, alcançando R$ 14,50/cx com 20 unidades; em Ibiúna, a variedade foi comercializada ao preço médio de R$ 8,75/ cx com 20 unidades, aumento de 8,61%. Ainda neste mês, a oferta deve continuar limitada, já que o volume de mudas comercializadas em Junho foi 3% inferior ao número de Maio. Com a perspectiva de oferta limitada, os produtores esperam novos aumentos nas cotações, e aqueles que deixaram de plantar alface para dar lugar às brássicas, devem voltar a produzir nas próximas semanas.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cotação da alface, preço da alface, produção de alface, valorização

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui