18/01/2019

ALFACE/CEPEA: Menor disponibilidade eleva cotações em SP

As altas temperaturas estão reduzindo a produção e qualidade dos pés

Por Isabela Camargo e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Menor disponibilidade eleva cotações em SPVer fotos

Piracicaba, 18 - Nesta semana (14 a 18/01), os preços das alfaces se elevaram nas regiões paulistas de Mogi das Cruzes e Ibiúna (SP). O motivo principal continua sendo a redução da disponibilidade da hortaliça devido ao clima. A elevação das temperaturas está prejudicando a qualidade da maioria dos pés com maior incidência de doenças.

Como muitas lavouras continuam sendo afetadas pela queima de miolo e mela, produtores que possuem as alfaces de maior qualidade conseguem vendê-las mais caras, o que aumenta a amplitude dos preços. A crespa foi cotada em Ibiúna a R$ 12,05/cx com 20 unidades, valorização de 40,32% nesta semana frente a semana anterior. Em Mogi das Cruzes, a variedade americana teve elevação de 22,92% e saiu na média de R$ 14,75/cx com 12 unidades.

Além disso, as condições climáticas vêm resultando em um menor tamanho das alfaces, já que o ciclo de desenvolvimento do pé se atrasou. Vale ressaltar, também, que a demanda local, em ambas as regiões, está maior devido ao calor, o que pode refletir em possíveis elevações de preços nas próximas semanas.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alface, clima, cotação, preços, produção, valorização

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui