14/06/2019

ALFACE/CEPEA: Em falta, folhosas não param de subir em SP

Motivo são menor produtividade e área

Por Isabela Camargo e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Em falta, folhosas não param de subir em SPVer fotos

Piracicaba, 14 - Nesta semana (10 a 14/06), as alfaces tiveram nova valorização nas regiões produtoras paulistas de Mogi das Cruzes e Ibiúna (SP). As chuvas na semana anterior, acompanhadas de granizo, impactaram diretamente na produtividade das lavouras em ambas as regiões, limitando, ainda mais, a oferta.

Agregado à isso, a menor área plantada para esta safra de inverno também está influenciando na falta de mercadoria nesta temporada, fator que contribui para o aumento dos preços. A crespa em Ibiúna teve alta de 40,86% frente à semana anterior, fechando a R$ 16,66/cx com 20 unidades.

A americana, variedade mais sensível às condições adversas do clima, teve a maior alta em Mogi das Cruzes, com preço médio de R$ 15,00/cx com 12 unidades, devido à menor disponibilidade nas roças (muitos produtores nem conseguiram colher por conta do seu tamanho reduzido).

A expectativa para a próxima semana (15 a 21/06), é que o clima permaneça seco, com temperaturas mais elevadas durante o dia e mais baixas todas as noites. Essa amplitude térmica acaba “estressando” as plantas, o que pode ocasionar menor produtividade e qualidade das mesmas.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alface, clima, cotação de alface, preços de alface, produção

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui