05/06/2020

ALFACE/CEPEA: Com qualidade comprometida nas roças paulistas, americana se valoriza

Cenário gerou limitações na oferta

Por Maria Julia Ramos e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Com qualidade comprometida nas roças paulistas, americana se valorizaVer fotos

Piracicaba, 05 - Em Mogi das Cruzes (SP), houve valorização da alface americana ao longo desta semana (1º a 05/06). Isso se deve ao maior controle da oferta, reforçado por limitações na qualidade. O principal problema é a murchadeira, doença favorecida pelas temperaturas mais baixas, sendo a americana a variedade mais sensível. Com isso, houve aumento de 14,84% nos preços desta alface nesta semana, saindo a R$ 10,68/cx com 12 unidades.

Em Ibiúna (SP), o cenário é similar, e a mesma variedade também registrou valores mais positivos: R$ 8,36/cx com 12 unidades, +9,13% na semana. No entanto, produtores relatam que está cada vez mais difícil sustentar as cotações das outras variedades, devido à grande amplitude nos preços – produtores que comercializam direto com supermercados vinham conseguindo manter bons valores até então.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alface, americana, colheita, cotação, demanda, doença, murchadeira, oferta, preço, qualidade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui