29/03/2019

ALFACE/CEPEA: Baixa produção mantém preços altos em SP

Mesmo com leve desvalorização, pouca oferta mantém alface com bons preços

Por Isabela Camargo e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Baixa produção mantém preços altos em SPVer fotos

Piracicaba, 29 - Com o impacto do alto volume de chuvas nas regiões produtoras de São Paulo, os preços das alfaces seguiram elevados durante esta semana (25 a 29/03). Isso aconteceu em função do aumento do ciclo de desenvolvimento das alfaces, devido à proximidade da safra de inverno e alagamento de grande parte das lavouras.

Com a menor disponibilidade do produto e preços mais elevados, produtores realizaram a colheita antes do ponto ideal (com intuito de abastecer o mercado e aproveitar as cotações mais altas), resultando em alfaces menores e mais “novas”. Mas, mesmo com a manutenção de preços elevados para a época, as alfaces crespa e lisa se desvalorizaram 1,27% em comparação com a semana passada, tendo preço médio de R$ 21,39/cx com 20 unidades, em Ibiúna.

A americana foi a variedade mais afetada com o atraso do ciclo, segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, por ser mais sensível às oscilações de temperatura. Por outro lado, a produção está começando a se regularizar, o que pode proceder em preços mais baixos nas futuras cotações. A expectativa para a próxima semana (30/03 a 05/04), em ambas as regiões é de normalização gradual da qualidade e produtividade nas lavouras, o que pode normalizar a oferta e pressionar os preços.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alagada, alface, chuvas, cotação, crespa, preços, produtividade, produto

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui