22/05/2020

ALFACE/CEPEA: Baixa procura eleva amplitude de preços para garantir comercialização

Cenário de menor demanda se mantém, mas oferta já é mais controlada

Por Maria Julia Ramos e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Baixa procura eleva amplitude de preços para garantir comercializaçãoVer fotos

Piracicaba, 22 - Nesta semana (18 a 22/05) as cotações das folhosas estiveram praticamente estáveis. O preço da crespa ficou em R$ 10,09/cx com 20 unidades em Mogi das Cruzes, valorização de 6%. Em Ibiúna, a americana apresentou preço médio de R$ 6,49/cx com 20 unidades, variação negativa de 22% frente à semana anterior. 

Com o ritmo de produção mais controlado, devido à redução no plantio desde abril, colaboradores do Hortifruti/Cepea afirmam que está mais fácil manter os preços em um certo equilíbrio. Porém, há produtores comercializando a preços bem menores para evitar um alto volume de sobras – e o que fica na roça acaba sendo incorporado ao solo.

Diante desse cenário, há uma grande amplitude nos preços comercializados, pois aqueles com maior dificuldade de escoamento acabam vendendo a preços bem mais baixos do que produtores que possuem uma cadeia mais integrada, por exemplo. Quanto ao feriado prolongado na capital paulista e em algumas cidades não causou impactos significativos na comercialização.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cotação de alface, preço da alface, produção de alface

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui