08/01/2021

ALFACE/CEPEA: Baixa oferta em Teresópolis mantém cotações elevadas

Perdas relacionadas ao clima e menor área são fatores que contribuem para o cenário positivo

Por João Diogo, Maria Julia Ramos e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Baixa oferta em Teresópolis mantém cotações elevadasVer fotos

Piracicaba, 08 - Os preços se mantiveram em alta na primeira semana de janeiro (04 a 08/01) em Teresópolis (RJ), seguindo o ritmo observado nas duas semanas anteriores. As persistentes chuvas na região afetaram a produção e qualidade da folhosa. Lavouras sofreram com alagamentos e ocorrência de doenças de clima úmido, como a mela e outras bacterioses.

Neste cenário, a crespa registrou leve alta de 4,35% a R$ 18,00/cx com 24 unidades; a americana finalizou com preço médio de R$ 16,00, mantendo o valor das semanas anteriores. Com a baixa oferta e cotações satisfatórias, os pés estão sendo colhidos antes do ponto ideal – sendo vendidos com tamanho menor.

Além das perdas relacionadas ao clima chuvoso, a baixa oferta em Teresópolis é intensificada pela área reduzida de plantio nesta safra em relação aos verões anteriores. Assim, a expectativa é de que as alfaces fluminenses sigam em valorização.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cotação da alface, preço da alface, preço das folhosas, produção de alface, teresópolis

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui