18/12/2020

ALFACE/CEPEA: Apesar da oferta controlada, baixa procura limita valorização em SP

Chuvas mantém volume estável nas praças paulistas

Por João Diogo, Maria Julia Ramos e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Apesar da oferta controlada, baixa procura limita valorização em SPVer fotos

Piracicaba, 18 - Após o leve recuo nos preços das alfaces no interior paulista (Mogi das Cruzes e Ibiúna) na semana passada, nesta (14 a 18/12), houve retomada. Em Mogi, a crespa mostrou elevação de 3,45% e preço médio de R$ 15,00/cx com 20 unidades; na região de Ibiúna, a americana finalizou com aumento de 5,13%, a R$ 13,67/cx com 20 unidades. As poucas mudanças no comportamento do mercado indicam uma tendência de estabilidade das cotações para as últimas semanas do ano, explicada pelo equilíbrio entre a oferta e procura. 

O volume nas roças é controlado, algumas lavouras apresentaram defeitos nos pés, como queima de miolo, por conta das chuvas que vêm ocorrendo com frequência em ambas as praças paulistas. Por outro lado, a procura segue em baixa diante do menor movimento após a volta de todo o estado de São Paulo para a fase amarela (do Plano São Paulo) nas medidas de controle da pandemia, o que impede mudanças significativas nas cotações. Para as próximas semanas, as festividades de fim de ano não devem trazer grandes mudanças no mercado, e os valores devem continuar com poucas alterações.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cotação da alface, preço da alface, produção de alface

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui