27/11/2020

ALFACE/CEPEA: Alfaces perdem qualidade, mas preços pouco mudam em SP

Clima instável causa "mela" nos pés

Por João Diogo, Maria Julia Ramos e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Alfaces perdem qualidade, mas preços pouco mudam em SPVer fotos

Piracicaba, 27 - Os preços de alface variaram pouco no interior paulista ao longo desta semana (23 a 27/11). Em Mogi das Cruzes, a crespa, por exemplo, foi praticamente estável (+0,33%) a R$ 15,30/cx com 20 unidades. Em Ibiúna, foi observado aumento de 4,51% para a mesma variedade, fechando a R$ 11,58/cx com 20 unidades.

Nas duas regiões, os pés sentem os impactos da variação climática (ora com chuvas, ora com tempo firme), com a ocorrência de “mela”. Além deste fator redutor da oferta, o volume colhido ainda não dá sinais de aumento com a proximidade da safra de verão, cuja colheita deve se iniciar em meados de dezembro. Mesmo com a limitação na disponibilidade dos pés, o consumo estável e escoamento mais limitado no período de final de mês inibem uma maior valorização das cotações.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cotação da alface, preço da alface, produção de alface, venda de alface

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui