09/03/2018

TOMATE/CEPEA: Maturação acelerada reduz preços

Araguari pode ofertar mais na próxima semana

Por Lais Marcomini, Lenise A. Molena e João Paulo Deleo
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
TOMATE/CEPEA: Maturação acelerada reduz preçosVer fotos

Piracicaba, 10 - Nesta semana (05 a 09/03), o tomate salada longa vida se desvalorizou na Ceagesp. O 2A foi vendido a R$ 37,50/cx de 20 kg (-7,47%) e o 3A a R$ 62,80/cx (-6,06%). O motivo da queda é o aumento na oferta diante do maior ritmo de maturação dos frutos com as temperaturas altas, principalmente nas regiões de Caçador (SC), Itapeva (SP) e Venda Nova do Imigrante (ES). Estas tiveram queda nas cotações de 20,38% (R$ 37,00/cx), 12,08% (R$ 46,79/cx) e 7,04% (R$ 50,73/cx), respectivamente, no mesmo período. O que também influenciou a desvalorização do tomate é a qualidade. Por exemplo, em Itapeva, os preços oscilaram de R$ 25,00/cx a R$ 55,00/cx, e no geral os problemas estão mais relacionados ao tamanho/calibre. Para a próxima semana, o volume pode ser maior com a intensificação das atividades de Araguari (MG).

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: atacado, caçador, calor, Ceagesp, colheita, cotação, desvalorização, fruto, Itapeva, oferta, preço, produção, produtividade, tomate

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui