12/10/2017

MAMÃO/CEPEA: Disponibilidade de frutas graúdas tem sido maior

Clima ameno de setembro aumentou o tempo de permanência do mamão nos pés

Por Marcela Barbieri e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
MAMÃO/CEPEA: Disponibilidade de frutas graúdas tem sido maiorVer fotos

Piracicaba, 12 - O volume de mamões com maior calibre cresceu em outubro, segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, o que tem impactado negativamente na comercialização. Esse cenário está atrelado às temperaturas mais amenas nas regiões produtoras até o início de setembro, principalmente à noite, que permitiram um maior tempo de permanência das frutas nos pés. 

Assim, os mamões atingiram maior calibre - e, com a elevação das temperaturas ao longo do mês, alcançaram a maturação ideal. Além disso, a ocorrência de mancha fisiológica, que deveria diminuir neste mês, ainda é grande. Contudo, com a finalização de roças velhas no próximo mês e a menor variação climática, a qualidade da fruta deve melhorar.

Na virada de setembro/outubro, as roças mais antigas de formosa sofreram bastante com problemas de qualidade. Segundo relatos de produtores, mais de 80% da variedade comercializada no mês passado era graúda e apresentava manchas, o que limitou as vendas, principalmente no Espírito Santo e em Minas Gerais, responsáveis pela maior parte das vendas de mamão formosa no mercado interno.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: calibre, clima, mamão, mancha fisiológica mamão, qualidade

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui