09/07/2018

CITROS/CEPEA: Cotações de tahiti são firmes no primeiro semestre

Clima interfere na oferta da variedade

Por Caroline Ribeiro e Fernanda Geraldini
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CITROS/CEPEA: Cotações de tahiti são firmes no primeiro semestreVer fotos

Piracicaba, 09 – A oferta de lima ácida tahiti esteve controlada no estado de São Paulo neste primeiro semestre de 2018. Este fator, somado às demandas industrial e externa firmes, sustentou os preços da variedade em patamares superiores aos de 2017 (exceto em março/18), mesmo em pico de safra.

Os valores são, inclusive, recordes ou os segundos maiores para os respectivos meses, em termos nominais, considerando-se a série histórica do Cepea, iniciada em 1996. Em junho, o preço médio da tahiti foi de R$ 30,12/cx de 27 kg, colhida, alta de 8% em relação a junho/17.

Além da demanda firme neste ano, a oferta da variedade foi impactada pelo clima – tanto no fim de 2017 quanto nos primeiros meses de 2018, quando as regiões produtoras registraram chuvas abaixo da média e elevadas temperaturas. Para o segundo semestre (principalmente a partir de agosto), colaboradores do Hortifruti/Cepea apostam em nova redução do volume da fruta, fundamentados no clima do primeiro quadrimestre, que pode ter comprometido o pegamento das floradas.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: Cepea, citricultura, citros, cotação de tahiti, lima ácida tahiti, oferta de tahiti, preço

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui