25/05/2018

CENOURA/CEPEA: Greve dos caminhoneiros interrompe colheita em MG

Para evitar perdas, produtores pararam de colher e deixaram cenouras nas lavouras

Por Caio Vinícius Piton Torquato, Eduarda Pinheiro e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
CENOURA/CEPEA: Greve dos caminhoneiros interrompe colheita em MGVer fotos

Piracicaba, 25 - A comercialização de cenouras na região de São Gotardo (MG) foi prejudicada por conta da greve nesta semana (21 a 25/05). Caminhões que foram carregados com cenouras no início da semana encontram-se paralisados nas rodovias e não chegaram ao destino devido ao bloqueio dos caminhoneiros. Com isso, produtores realizaram a colheita apenas até o meio da semana (quarta-feira, 23) e as raízes que foram retiradas encontram-se em estoque.

Até esta sexta-feira, não houve problemas com descarte devido à armazenagem em câmaras frias. Ao optar por adiar as colheitas previstas para esta semana, há uma expectativa de maior incidência de cenouras “G”, pois, ao ficar mais tempo no solo, o crescimento secundário se intensifica, fazendo com que as cenouras fiquem mais grossas. Segundo os colaboradores do Hortifruti/Cepea, na segunda e terça-feira (21 e 22/05) houve queda de preços aos produtores que conseguiram comercializar a mercadoria, fechando na média de R$ 15,00 a caixa de 29 kg da cenoura “suja”.

De acordo com colaboradores consultados, o motivo é que a oferta estava elevada entre o fim da semana anterior e o início desta semana, resultando em uma desvalorização da raiz. Vale ressaltar que a média de preços coletada pode não refletir a realidade de mercado pois as negociações foram quase inexistentes nos últimos dias, reflexo do entrave na comercialização das raízes.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: cenoura, comercialização, cotação, escoamento, greve, preço

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui