06/08/2018

ALFACE/CEPEA: Frio impacta venda de mudas em SP

Oferta ainda deve permanecer elevada nos próximos dias

Por Isabela Camargo e Marina Marangon
Compartilhar
+ Mais opções
  • Facebook
  • Enviar por e-mail
  • Copiar url curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
  • Maior | Menor
ALFACE/CEPEA: Frio impacta venda de mudas em SPVer fotos

Piracicaba, 06 – Com as temperaturas mais baixas, a procura por folhosas se reduziu em julho e os preços foram pressionados na segunda quinzena daquele mês, em todas as praças produtoras acompanhadas pelo Hortifruti/Cepea. Com isso, as vendas de mudas também se mantiveram baixas na região de Mogi das Cruzes (SP).

Segundo viveiristas, o período de férias escolares – quando a saída das alfaces é afetada – também impactou nas vendas, por conta da redução do número de pedidos. Além disso, no final de julho, a região sofreu com a seca (devido ao risco de falta d’água), o que limitou o avanço do plantio.

A falta de chuva também prejudicou a qualidade das folhosas – as quais foram irrigadas com menor frequência. No entanto, após esse período de estiagem, as precipitações chegaram a 35 mm em Mogi das Cruzes, principalmente entre os dias 31/07 e 01/08. Com a continuidade das chuvas, o nível dos tanques e reservatórios pode aumentar na região, amenizando, assim, a falta de água anterior.

Nas próximas semanas, a procura por folhosas pode se elevar um pouco, devido ao retorno das aulas – mas ainda deve permanecer retraída, por conta do período de inverno, que reduz o consumo. A produtividade tende a aumentar, também, com a expectativa de normalização das precipitações e clima favorável, reduzindo os problemas decorrentes da seca. Desta forma, mesmo com possível aumento no consumo, a oferta ainda deve ser mais elevada, mantendo os preços nos mesmos patamares.

Fonte: hfbrasil.org.br

Tags: alface, Cepea, clima, cotação, folhosas, preços de alface, vendas de alface

A reprodução do nosso conteúdo só é permitida com a citação da hfbrasil.org.br como fonte. Para saber mais sobre nossa política de reprodução clique aqui